Gruta Bonita - Januária - MG / Foto: José Ayrton Labegalini
     
English | Español
 
   
 
       
     
 

25 a 30/07/2017

2ª Expedição IbitiProca


CALENDÁRIO COMPLETO

 
 
 

 
 

XV EPELEO

Encontro Paulista de Espeleologia

28 e 29 de Janeiro de 2006

Núcleo Caverna do Diabo

Parque Estadual de Jacupiranga - PEJ

Eldorado SP

15epeleo@sbe.com.br


.

“Chama acesa; Iluminar caminhos; Manter a energia”.

São metáforas altamente sintonizadas com o espírito e a essência da atividade espeleológica.  

 


EVENTO JÁ REALIZADO

VEJA MATÉRIA SOBRE O EVENTO NO BOLETIM ELETRÔNICO

 "SBE NOTÍCIAS Nº 4"


    Algo que nos mantêm unidos e demonstra o espírito cooperativo, integrado e de construção coletiva. Foi com base nestes princípios que Clayton Ferreira Lino, propôs para diversos grupos de espeleologia a realização de uma expedição de travessia da Caverna do Diabo em 1990.

    Muitas pessoas olharam inicialmente este convite com um certo desdém: “... mas a Caverna do Diabo é uma caverna turística?!”, mal sabiam estes discrentes gruteiros que a Gruta da Tapagem (SP-002) seria considerada a maior gruta do estado de São Paulo, altamente esportiva, com lances de escalada, teto baixo, lances de cachoeira, trechos de natação, grandes salões labirínticos, espeleotemas gigantes ou delicados.

    Tudo isso motivou a implantação de um projeto intergrupos (Projeto Caverna do Diabo – PROCAD), sob a organização da Sociedade Brasileira de Espeleologia (SBE), que causou uma enorme repercussão nacional, envolvendo mais de cem espeleólogos, 19 grupos, representando cinco estados brasileiros em suas diversas expedições.

    O objetivo principal era fazer um amplo levantamento espeleológico da Caverna do Diabo, mas também subsidiar o plano de manejo deste núcleo turístico do Parque Estadual de Jacupiranga (PEJ). O projeto evoluiu tendo uma segunda fase, que teve como foco principal, a prospecção interna e topografia da Caverna do Diabo.

Diante desta trajetória e da perspectiva de uma nova integração dos grupos espeleológicos, o XV Encontro Paulista de Espeleologia (EPELEO) pretende discutir a retomada do PROCAD, que estaria entrando na sua terceira fase, tendo como objetivo a prospecção externa, levantamento espeleológico e manejo turístico do Núcleo Caverna do Diabo, com destaque para o manejo espeleológico, como estava na proposta original do Projeto.

    O evento reúne, assim, pesquisadores, exploradores, estudantes, ambientalistas e demais interessados que se dedicam ao estudo e proteção das cavernas. Serão programadas oficinas, mesas-redondas, apresentações, com objetivo de rever os resultados já alcançados pelo PROCAD e o planejamento de novas atividades. 

 

Além das atividades técnicas, é um momento para encontrar velhos e novos amigos das cavernas... Participe!!


Realização:

Sociedade Brasileira de Espeleologia (SBE)

Organização:

Grupo de Estudos Ambientais da Serra do Mar (GESMAR) 

Site: http://gesmar.ubbihp.com.br/

e-mail: gesmar_grupo@yahoo.com.br

 

Comissão Organizadora:

Coordenação Geral: Luiz Afonso Vaz de Figueiredo

Secretaria e Relações Públicas: Claudete Damas P. Santos, Fernanda C. L. Bergo, Maria Helena Pereira e Rene de Souza

Assuntos Financeiros: Cláudia Santos Luz

Comunicação e Divulgação: Jovenil Souza, Maria Helena Pereira e Robson de A. Zampaulo

Logística e Infra-estrutua: Paloma Alves Marinho, Robson de A. Zampaulo e Nilton José Duarte

Eventos sociais: Ezequiel Ruiz Pulcinell e Marcos Enoque de Leite Lima

 

Informações: 15epeleo@sbe.com.br

 

Apoios: Banespa, FSA, IF/PEJ, CNRBMA, SCIAM, Karina Etiquetas


PROGRAMAÇÃO

 

27/01/2006 - SEXTA FEIRA

19h00 - 21h00

Recepção e inscrições

28/01/2006 - SÁBADO

7h00 - 9h00

Recepção e Inscrições

9h00 - 9h30

Mesa de Abertura Oficial do Evento

9h30 - 10h30

Momento Espeleo-Filosófico (Premissas do evento)

10h30 - 11h00

Café com causo

11h00 - 13h00

Oficinas (Parte Introdutória)

13h00 - 14h00

Almoço * (lanche de trilhas ou refeição)

14h00 - 17h30

Oficinas (Parte Prática) ou Saída de Campo

17h30 - 19h00

Descanso e Jantar *

19h00 - 21h30

Mesa-redonda: PROCAD-15 anos de atividades

21h30 - até...

Confraternização (Viola e roda de conversa)

29/01/2006 – DOMINGO

9h30 - 10h00

Café pela matina

10h00 - 12h30

Diretrizes e Planejamento PROCAD – 3ª Fase

12h30 - 13h30

Relatos Livres dos Grupos de Espeleologia

13h30 - 14h00

Encerramento Oficial do Evento

(* Não incluso) 


VALOR DA INSCRIÇÃO

Inclui a participação no evento e em uma oficina de sua escolha

 

 

Até o dia 16/01/2006

Após o dia 16/01/2006

Sócios SBE e Estudantes 1 Não sócios SBE Sócios SBE e Estudantes 1 Não sócios SBE
Inscrição R$ 30,00 R$ 40,00 R$ 40,00 R$ 50,00
Alojamento2 R$ 10,00 R$ 10,00 R$ 10,00 R$ 10,00

1 - Deverão apresentar a carteira (válida) de sócio da SBE, carteira estudantil ou comprovante de matricula em curso regular.

2 - Diária em alojamento coletivo do parque, não inclui refeições; trazer roupa de cama.


OFICINAS

 

Introdução à Espeleofotografia

Renê de Souza - GESMAR / SBE 

Objetivo:Desenvolver habilidade para realizar fotos, ou captar imagens, em interiores de grutas; conhecer os principais “truques” da espeleofotografia.

Público alvo:Apreciadores de fotografia, fotógrafos amadores, iniciantes na espeleologia.

Pré-requisitos:Noções básicas de fotografia. Não é necessário ter equipamento fotográfico completo para cursar a oficina.

Carga horária: 6 horas  -   Numero de vagas: 30

Fundamentos de Cartografia e Utilização de GPS  

Rogério Dell´Antonio - EGRIC / SBE

Objetivo:O curso aborda os princípios básicos de leitura e interpretação de cartas topográficas além do  uso de GPS para orientação e navegação, conhecimentos  fundamentais nas etapas de prospecção e cadastramento de cavernas. Através de exemplos e exercícios práticos voltados as atividades espeleológicas, o participante aprenderá a reconhecer formas de relevo através das curvas de nível, noções de escala e orientação espacial, localizar uma caverna no mapa através de  coordenadas existentes ou obtidas por GPS e calcular as coordenadas de um ponto sobre o mapa. Também será apresentada um breve introdução ao uso de produtos de Sensoriamento Remoto como fotografias aéreas e imagens de satélite.

Público alvo: Interessados em estudos ambientais ou esportes de aventura e espeleólogos.

Pré-requisitos:Não há pré-requisito, mas o aluno deve trazer régua de 30 cm, borracha, lapiseira 0,5 ou lápis. Também é desejável (porém não obrigatório) que traga GPS.

Carga horária: 6 horas  -   Numero de vagas: 30

Tópicos de Manejo e Roteiros em Espeleoturismo

Luiz Afonso Vaz de Figueiredo - GESMAR / SBE / FSA / PUCSP

Heros Lobo - UEMS / SBE / GESB

Objetivo: Identificar e discutir os principais itens relacionados às potencialidades e avaliação de aptidão turística de uma cavidade natural, bem como do manejo desses ambientes em atividades de trilhas interpretativas e de educação ambiental.
Público alvo: Estudantes, profissionais e demais interessados no estudo do turismo em cavidades naturais.

Pré-requisitos: Não há restrições, mas o participante deve estar disposto para uma caminhada (leve a média) e levar capacete, lanterna e roupa adequada para a atividade de campo.
Carga horária: 6 horas  -   Numero de vagas: 20

Básico de Técnicas Verticais

Ricardo Perez - TRUPE / SBE / TASK

Objetivo: Desenvolver um programa informativo, referente às atividades verticais espeleologicas, analisando os riscos inerentes e os procedimentos preventivos, bem como demonstrar o os diversos procedimentos de progressão e instalação vertical utilizados no mundo. Projeto em concordância com as recomendações da Comunidade Européia. Conteúdo Programático: Riscos Associados aos ambientes de cavernas; Procedimentos Preventivos; Novos equipamentos; Equipamentos de Proteção Pessoal; Equipamentos Coletivos; Progressão em cordas; Técnicas de descidas; Técnicas de subida; Fracionamentos; Derivações; Passagem de nós; Atividades praticas; Sistemas de ancoragem; Atividades praticas.

Publico Alvo: Espeleólogos e demais interessados em técnicas verticais.

Pré-requisitos:Por ser uma oficina de caráter informativo não há pré-requisitos, contudo os interessados em participar da parte prática da oficina devem trazer: capacete e luvas, cadeirinha, peitoral, descensor STOP ou similar, blocante de peito Crow ou similar, ascensor, pedal ou pedaço de fita / codim,  6 mosquetões e talabarte enérgica ou pedaço de corda.

Carga horária: 6 horas  -   Numero de vagas: 20

Noções de Geomorfologia em Áreas Cársticas

Rubens Hardt - EGRIC / UNESP-Rio Claro / SBE

Objetivo: Adquirir conceitos básicos sobre geomorfologia do carste.
Publico Alvo:
Estudantes de graduação ou graduados nas áreas de ciências
da terra e ambientais.
Pré-requisitos:
Ter cursado, ou estar cursando, graduação em ciências da terra ou ambientais (geologia, geografia, ecologia, engenharia ambiental, biologia), e ter condições físicas de caminhar pela área.

Carga horária: 6 horas  -   Numero de vagas: 20

 


INSCRIÇÕES

 

As vagas tanto no alojamento quanto no evento são limitadas 

e as inscrições podem ser feitas clicando no link abaixo:    

FICHA DE INSCRIÇÃO

 


OUTRAS INFORMAÇÕES

 

Hospedagem e alimentação

O parque dispõe de alojamentos coletivos (para até 10 pessoas) que estão disponíveis na ficha de inscrição. Também dispõe de restaurante e lanchonete que funcionarão durante o evento.

Outras opções de hospedagem e alimentação (fora da área do parque) estão disponíveis no link abaixo (Estância Turística de Eldorado)

 

Estância Turística de Eldorado   -   Previsão do Tempo em Eldorado


APOIO

              

         

 

 


Cadastro Nacional de Cavernas do Brasil


Cooperacao_SBE-IBRAM


Cooperação Técnica - SBE VC RBMA


 
 
 
11th Balkan Caving Camp 2017
(15/05/2017)

On behalf of the Hellenic Federation of Speleology (FHS), we are pleased to ...
Veja mais...
 
Topo da página